• Início
  • Blog
  • Qual a diferença entre intolerância e alergia alimentar?

Qual a diferença entre intolerância e alergia alimentar?

Muitos pacientes ou pais chegam ao consultório com bastante confusão quando surgem sintomas como vermelhidão ou dores de barriga após comer algum alimento. Apesar de muita gente generalizar esse caso como alergia, também existe a intolerância alimentar

Sem a ajuda de um especialista, é comum sentir essa confusão. Eu tive a oportunidade de ser acompanhado por um alergista desde a minha infância e pude perceber como isso fez diferença para lidar com os sintomas e identificar exatamente a causa do problema. 

Para ficar mais claro o que é alergia alimentar e o que é intolerância, eu vou separar as principais características de cada uma ao longo deste texto. Combinado? Então vamos lá!

 

Quais os tipos de alergia alimentar?

Existem vários tipos de alergia. Você pode ter reação a algum medicamento, a algum componente químico, a insetos… Só que a mais comum é realmente a alergia alimentar. 

É importante entender que a alergia não é apenas uma dificuldade do corpo em digerir o alimento. Ela liga o sinal de alerta do organismo, mobilizando uma série de mecanismos imunológicos para tentar protegê-lo do que acredita ser um inimigo - no caso, o alimento que foi ingerido. 

Na lista dos sintomas de alergia alimentar, estão vermelhidão, inchaço e coceira na pele, vômitos, dificuldades respiratórias e até anafilaxia - que é uma crise grave que precisa ser controlada com a ajuda de um médico, já no pronto-socorro. 

 

Alguns produtos são mais conhecidos como alimentos alergênicos, como o ovo, amendoim e frutos do mar. Mas todos os tipos de alimentos podem desencadear uma reação alérgica - por isso, a investigação sobre isso é fundamental. 

Também surgem quadros de alergia alimentar em bebês ainda nos primeiros meses de vida. O caso mais comum é em relação ao leite. 

A alergia pode ser hereditária, mas também pode se desenvolver em indivíduos sem nenhum histórico de problemas na família. Apesar de trazer incômodo, é possível lidar com esse distúrbio e manter qualidade de vida - sempre, é claro, com o tratamento e acompanhamento correto. 

 

Quais os tipos de intolerância alimentar?

Agora que já entendemos que a alergia ativa nosso sistema imunológico, fica mais fácil entender a diferença para a intolerância alimentar. Nesse caso, o problema é que o organismo do paciente não consegue digerir os componentes daquele alimento de forma satisfatória. 

No caso da intolerância à lactose, que é uma das mais comuns, o intestino não consegue produzir suficientemente a enzima (lactase) que vai metabolizar esse açúcar do leite. Diferentemente de uma alergia, que ativaria o sistema de defesa do organismo. 

Os sintomas da intolerância alimentar demoram um pouco mais para aparecer. Os mais comuns são dores de barriga, refluxo, diarreia, dor de cabeça, vertigem, e até alguns sintomas parecidos com os da alergia, como urticária e erupções cutâneas (mas geralmente em menor intensidade). 

 

Qual o exame para diagnosticar intolerância ou alergia alimentar?

Existe teste de intolerância alimentar, assim como existe teste de alergia alimentar. O médico é quem vai definir qual o procedimento mais adequado para cada caso - e é possível que em alguns deles, só a análise clínica seja suficiente para entender as complicações enfrentadas pela pessoa. 

Se você já notou algum tipo de reação no seu dia a dia ou mesmo já identificou algum sintoma sempre que consome um alimento específico, busque ajuda para não passar por riscos ou para que isso não afete sua qualidade de vida.

 

Vamos conversar.
Me acompanhe no Instagram.

@PHMEIRELES