A preocupação com a alergia infantil está no dia a dia de muitos pais e mães, principalmente àqueles que já viram os filhos terem alguma complicação ao entrar em contato com um alimento ou produto de higiene, por exemplo. Por isso, a consulta com um alergista infantil ajuda a identificar os cuidados necessários para evitar crises e melhorar a rotina da criança.

O pediatra alergista (também chamado de pediatra alergologista) investiga problemas primários do sistema imunológico, focado nas reações alérgicas nesses anos iniciais de vida.

O que são as alergias?

A alergia nada mais é do que uma reação exagerada do corpo ao entrar em contato com alguma substância identificada como perigo — mesmo que ela não ofereça risco.

Entre os sintomas das alergias em crianças, estão a coceira, vermelhidão, náuseas, dificuldades respiratórias, entre outros. Em cada quadro, um tratamento diferente — e que vai ser definido por esse médico.

O pediatra alergista também pode cuidar de casos de baixa imunidade, urticária, rinite, asma, intolerância alimentar, reações a medicamentos, vacinas e a picadas de insetos.

Quando algum desses problemas surge é um tremendo susto, não é? Por isso, ter a orientação adequada é fundamental.

Quando procurar um alergista infantil?

Filhos de pais alérgicos, por exemplo, têm tendência a desenvolver alguma disfunção nesse sentido. Muitas vezes as alergias são descobertas apenas no primeiro contato da criança com o produto, logo, ter o acompanhamento de um profissional ajuda a evitar riscos.

Se o seu filho ou filha apresenta um quadro assim, o alergista infantil é o profissional indicado para investigar quais são os fatores causadores e, assim, traçar uma estratégia de combate que garanta mais qualidade de vida.

Devemos lembrar que algumas alergias podem sumir com o passar dos anos, pelo próprio desenvolvimento do organismo – e isso precisa ser acompanhado pelo médico.

Além disso, quando alguns sintomas são persistentes, é preciso buscar ajuda. Podemos citar a coriza constante, irritações frequentes na pele, falta de ar e reações recorrentes quando há ingestão de algum alimento ou contato com um produto específico.

Quais as principais alergias na infância?

Existem alguns tipos de alergia na infância, sendo as mais comuns as respiratórias, como a rinite alérgica; as alimentares; e as dermatites de contato, que são as inflamações na pele.

É possível notar um aumento de casos de alergia nos últimos anos — e estudos mostram que elas se tornaram mais comuns nos primeiros anos de vida.

No caso das alergias alimentares na infância, os principais vilões são o trigo, amendoim, leite, ovo, soja, entre outros. Nesses casos, existe a possibilidade de evitar integralmente alguns desses ingredientes, mas também é possível buscar formas de dessensibilização.

Vale destacar: o que muita gente chama de alergia, pode ser apenas uma intolerância alimentar, caracterizada pela dificuldade do organismo em conseguir digerir alguns alimentos, causando bastante desconforto, mas sem ativar o sistema imunológico do paciente.

Como tratar alergia na infância?

O tratamento de alergia em crianças precisa, antes de tudo, passar por um diagnóstico preciso. Por isso, são levados em conta o histórico do paciente, a realização de testes de contato ou provocação e ainda, exames específicos para conseguir encontrar o agente causador da alergia.

Depois disso, o alergista infantil vai conseguir definir um plano de ação para conseguir eliminar os sintomas, e também as adaptações para que o paciente não enfrente mais complicações no dia a dia. Podem ser usados remédios, restrições alimentares ou técnicas de dessensibilização.

Ter um pediatra alergista em Presidente Prudente para acompanhar seu filho (a) pode evitar problemas no futuro. Não basta apenas excluir o contato com aquilo que lhe causa alergia, é importante levar esse assunto a sério e buscar a orientação adequada!

Além disso, quando alguns sintomas são persistentes, é preciso buscar ajuda. Podemos citar a coriza constante, irritações frequentes na pele, falta de ar e reações recorrentes quando há ingestão de algum alimento ou contato com um produto específico.

Alergia e Imunologia

Alergia Respiratória

A Rinite Alérgica e a Asma são doenças muito comuns e costumam comprometer bastante a qualidade de vida dos pacientes, porém com o acompanhamento necessário o paciente é possível conviver com a doença sem prejudicar outros aspectos da vida.

Saiba mais

Quadros Cutâneos

Os quadros cutâneos são aqueles que se manifestam na pele e alguns podem sim ser alérgicos e precisam ser avaliados por um especialista. O principal sintoma é a coceira, porém não é o único. Entre esses quadros estão a dermatite atópica, dermatite de contato e a urticária.

Saiba mais

Alergia Alimentar

As alergias alimentares podem se manifestar de diversas formas e estão mais relacionadas com o consumo dos seguintes alimentos: leite, ovo, trigo, soja, amendoim, castanhas, peixes e frutos do mar. Esses quadros necessitam ser avaliados para que os pacientes recebam as orientações/tratamentos adequados.

Saiba mais

Alergia Medicamentosa

As alergias a medicamentos são muito comuns e se faz necessário seu conhecimento para evitar a ingestão de medicamentos que possam criar algum tipo de reação alérgica.

Saiba mais

Vamos conversar.
Me acompanhe no Instagram.

@PHMEIRELES